Minhas ideias

DICAS PARA ENCANTAR E FORMAR LEITORES/ESCRITORES

Por Stella Maris Rezende
OFICINA LETRAS MÁGICAS

2021

1. Ser e estimular uma atitude de paixão pelas palavras.

2. Ser e estimular uma atitude de sensibilidade, crítica, sutileza, respeito aos direitos humanos e muito, muito bom humor.

3. Convidar os leitores a observar todo o espaço em volta, com atenção e afeto.

4. Apresentar-se por meio de um pequeno poema, com ou sem rima.

5. Convidar cada leitor a inventar seu pequeno poema de apresentação e depois dizê-lo em voz alta, da maneira mais emocionante que puder.

6. Cantar uma música de que goste muito.

7. Convidar os leitores a cantar as músicas preferidas na infância e na adolescência.

8. Promover dinâmicas que estimulem a criatividade e a imaginação. Exemplos: “palavra puxa palavra”; “o que seu nome significa?”; “se você fosse uma cidade”; “se você fosse uma palavra”; “se você fosse uma pintura famosa”; “se você fosse um filme”, “se você fosse uma peça de teatro”, “se você fosse um livro”, etc.

9. Ler em voz alta, com uma entonação adequada à atmosfera do texto.

10. Ler um poema que provoque risos ou lágrimas, ou muita reflexão.

11. Ler trechos de uma história, aqueles mais delicados ou os mais contundentes.

12. Ler um capítulo por dia, parando naquele momento que deixe um gostinho de quero mais.

13. Ler uma história inteira, curta, mas densa, apaixonante e intensa.

14. Convidar os leitores a ler em voz alta, a partir de textos escolhidos por eles.

15. Conversar sobre os textos, perguntar o que sentiram neste ou naquele momento.

16. Apresentar aos leitores diferentes livros, diferentes autores, diversos estilos, de diferentes épocas.

17. Promover a apresentação de jograis, pequenas peças de teatro, festivais de música, exposições de textos e ilustrações, rodas de leitura, leituras dramáticas, contação de histórias, musicais, filmes, curtas, festivais de vídeo, resenhas de livros, memórias literárias, entrevistas, Lives, videoconferências, paródias, vídeo-declamação, vídeo-narração, saraus, slams ou batalhas poéticas, canais de booktubers, blogs, vlogs, podcats, playlists comentadas, fanfics, fanzines, e-zines, fanvídeos, fanclipes, posts em fanpages, trailer honesto, vídeo-minuto, nanaconto, miniconto ou microconto, micropoema, poema-paráfrase e outras artes que surgirem... No Google/Youtube são encontrados inúmeros exemplos.

18. Ler um autorretrato e depois conversar sobre ele. Exemplo: “Autorretrato”, de Graciliano Ramos.

19. Convidar cada leitor a escrever seu autorretrato.

20. Estimular a leitura do autorretrato em voz alta.

21. Estimular a identificação e a criação de metáforas, ironias e elipses, elementos importantes da arte literária.

22. Conversar sobre um assunto que esteja atualmente em pauta.

23. Conversar sobre um assunto que precisa ser lembrado sempre. Exemplos: a ética, a dignidade, a justiça, a solidariedade, a amizade.

24. Assistir a filmes interessantes e depois conversar sobre eles. Exemplos: “O Pequeno Nicolau”; “Desejo e reparação”; “A sociedade dos poetas mortos”; “História sem fim”; “As melhores coisas do mundo”; “Brilho de uma paixão”, “Antes que o mundo acabe”, “Entre os muros da escola”, “Anne with an E” etc.

25. Convidar os leitores a ouvir o silêncio.

26. Conversar sobre a importância do silêncio (as entrelinhas) na literatura.

27. Ler diferentes depoimentos sobre a leitura e a escrita.

28. Convidar os leitores a escrever seus próprios depoimentos sobre a leitura e a escrita.

29. Analisar o que é literatura (arte) e o que é estereótipo, vulgaridade, didatismo, falso moralismo.

30. Junto com os leitores, frequentar bibliotecas, livrarias e feiras de livro.

31. Incentivar cada leitor a montar sua pequena biblioteca.

32. Simular um julgamento, com juiz, advogados de defesa e acusação, para analisar o comportamento de personagens de contos e romances.

33. Estimular a paráfrase e a paródia de textos.

34. Estimular a ilustração de textos prediletos.

35. Conversar sobre o projeto visual dos livros, os tipos de papel e letra, o estilo do autor e o diálogo do texto com as ilustrações.

36. Estimular a escrita de textos em sala de aula e em casa, em viagens e passeios, por meio de cadernos, agendas, bloquinhos, cadernetas, moleskines, facebook, twitter e blogs.

37. Publicar os melhores textos em livros artesanais, cartazes, jornais e revistas escolares, sites, blogs e outros suportes que a tecnologia oferecer.

38. Incentivar a leitura de dicionários de sinônimos e dicionários analógicos, para descobrir e remoçar palavras esquecidas ou incomuns. Lavar, enxugar e deixar ao sol essas palavras, para utilizá-las em textos e conversas.

39. Promover encontros literários com leitura prévia das obras, debates e atividades criativas, culminando com apresentações artísticas e bate-papos com os escritores.

 
 
 
Email
facebook
Imprimir