Resenhas

Stella Maris Rezende reforça aposta nos personagens femininos

Bia Reis

2014

As meninas estão novamente no centro das histórias da premiadíssima escritora mineira


A escritora Stella Maris Rezende tem uma predileção por personagens femininos, basta observar o nome de seus últimos livros publicados – todos premiadíssimos. A Mocinha do Mercado Central venceu o Prêmio Jabuti de 2012 em duas categorias: Livro do Ano de Ficção e Melhor Livro Juvenil. No mesmo ano, o segundo lugar na categoria Melhor Livro Juvenil também ficou com Stella Maris, com A Guardiã dos Segredos de Família. A Sobrinha do Poeta e As Gêmeas da Família receberam o selo Altamente Recomendável para Jovens, da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) – e este último livro conquistou ainda o prêmio de Melhor Livro Infantojuvenil de 2013 da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). E não para por aí. A lista é imensa.

Os dois mais recentes lançamentos da escritora, que nasceu em Dores de Indaiá, viveu muitos anos em Brasília e agora está no Rio de Janeiro, também contam a história de meninas. O primeiro deles, Missão Moleskine, com ilustrações de Adilson Farias, é para adolescentes. O segundo, A Poesia da Primeira Vez, ilustrado por Laurent Cardon, é para crianças – e para quem gosta de boa literatura.

Apesar da frequência de personagens femininos, Stella Maris conta que não há uma “prévia deliberação” em dar voz às meninas e às mulheres. ”Acontece. Quando começo a reescrever o texto, e faço isso inúmeras vezes, constato essa forte presença feminina, o que acho muito bom, porque é natural na minha escrita e certamente é o resultado de minhas leituras, memórias e observações. Como disse Graciliano Ramos, ‘as nossas personagens são pedaços de nós mesmos’.”

A Poesia da Primeira Vez apresenta Pequenininha, uma menina de 7 anos que adora brincar de estátua. Ela parava, de repente, sempre que ouvia uma palavra nova pela primeira vez, independentemente de onde estivesse. Aconteceu quando alguém disse “aliás” e ela estava olhando a vitrine de uma loja, admirando uma boneca que a mãe jamais compraria para ela. Aconteceu também ao ouvir “fracassado” quando estava dentro do ônibus com o pai, esmagada entre bolsas. A menina virava estátua no supermercado e até na rua, quando voltava da escola com dois amigos que sempre faziam o trajeto com ela.

Num domingo, Pequenininha ouviu o pai comentar: “Só vou esperar a Pequenininha completar 8 anos. Em seguida vou embora desta casa”. O pai conversava com a mãe, e os dois achavam que a menina ainda dormia. Mas ela estava no corredor e escutou quando a mãe falou: “De certa forma, vai ser um refrigério pra mim”. “Refrigério” fez a garota virar estátua, com as mãos e o rosto encostados na parede.

A Poesia da Primeira Vez mostra o encanto da menina com a descoberta das palavras e da própria vida. É um encanto tão poético que paralisa. Mas a descoberta – das palavras e da vida – não traz apenas coisas boas ou fáceis. Traz desafios, obstáculos. A garota, que ganha o apelido por causa de sua estatura pequena, de frágil não tem nada. É esperta, atenta e forte, muito forte.

Stella Maris fala com a criança de maneira direta e honesta, sem didatismos nem desvios que adocem os fatos. Em meio à dor, Pequenininha descobre o valor da amizade. Pura poesia.

Os temas mais difíceis, relata Stella Maris, sempre aparecem em seus livros. “Jamais tenho medo deles. Literatura é linguagem. Qualquer assunto pode ser tratado ao se escrever para crianças e jovens. A vida não facilita. A vida tem coisas complicadíssimas. Por que a literatura facilitaria? Um bom texto literário pode conter qualquer assunto, por mais doloroso que seja. O mais importante é o modo de tratar o assunto. Com delicadeza e cuidado artístico, a literatura é exercício de liberdade e magia das palavras. Não subestimo a sensibilidade e a inteligência de crianças e jovens.”

Em seus desenhos, Laurent Cardon criou uma menina pequena, com um grande cabelo ruivo, espetado. Seus olhos de estátua percorrem as páginas que ora são mais claras ora mais escuras, conforme a trama avança.


Serviço
A Poesia da Primeira Vez Escritora: Stella Maris Rezende
Ilustrador: Laurent Cardon
Editora: Globinho
Preço: R$ 36
Missão Moleskine Escritora: Stella Maris Rezende
Ilustrador: Adilson Farias
Editora: Globo Livros
Preço: R$ 39,90



Estante de Letrinhas | Postagem: Stella Maris Rezende reforça aposta nos personagens femininos | 12 de setembro de 2014

Disponível no Estante de Letrinhas

 
 
 
Email
facebook
Imprimir